Posts Tagged ‘ Paz ’

SUBINDO OU DESCENDO, O SENHOR ESTÁ CONTIGO

Eis um homem, que tinha dois filhos, ambos trabalhavam para ele no campo. Seus filhos eram obedientes e faziam tudo quanto o pai pedia. Esse homem possuía terras imensas, boas e de pouco proveito; tanto na parte baixa, quanto na parte alta do campo. Um dia o homem veio a falecer e todo os seus bens seriam divididos entre os seus dois filhos.

Havia ali, na redondeza, um homem que tinha o costume de observar as terras, como já era de idade avançada, deixava para os empregados o trabalho do seu campo, cujo a dimensão era bem menor do que as dos seu vizinho falecido.

Seus filhos, foram dividir as terras e no testamento de seu pai, havia o que era determinado para um e o que era para o outro. O mais velho recebeu uma terra no lugar próximo a cede do campo, na parte baixa e o mais novo, no alto, onde não havia bons frutos.

O vizinho chegou para o mais novo e disse: – Que azar hein. Você recebeu o campo terra ruim enquanto seu irmão de terra boa.

Ouvindo isso, respondeu o jovem: – Se é azar ou sorte eu não sei, só sei que assim quis o Senhor.

Chegou um tempo, que caiu grande quantidade de chuva naquelas redondezas e o campo do filho mais velho se encheu e se perdeu tudo que ali havia, enquanto o campo do mais novo, não foi atingido e com o tempo ganhou bons frutos e se tornou boa terra.

O vizinho chegou para o jovem e disse:- Que sorte hein, o campo do seu irmão foi destruído e o seu ficou intacto e ainda deu frutos.

Respondeu o jovem: – Se é azar ou sorte eu não sei, só sei que assim quis o Senhor.

Passando o tempo, o jovem comprou um cavalo e de repente o seu cavalo saiu e entrou pela mata.

O Vizinho chegou e disse:- Que azar hein, seu cavalo caro escapou e você ficou sem nenhum.

Respondeu o jovem: – Se é azar ou sorte eu não sei, só sei que assim quis o Senhor.

O jovem foi e entrou na mata, encontrou seu cavalo e trouxe com ele mais 20 cavalos tão bons quanto o que ele tinha.

O Vizinho chegou e disse: – Que sorte hein, perdeu seu cavalo mas o achou de volta e ainda trouxe mais 20.

Respondeu o jovem: – Se é azar ou sorte eu não sei, só sei que assim quis o Senhor.

Com a alegria de ter muitos cavalos em seu campo, o filho desse jovem começou a montar nos cavalos, mas um certo dia ele acabou caindo e quebrando sua perna.

O Vizinho chegou e disse: – Que azar, ganhou muitos cavalos, mas por causa deles o seu filho ficou de perna quebrada.

Respondeu o jovem: – Se é azar ou sorte eu não sei, só sei que assim quis o Senhor.

Passando algum tempo, havia rumores de guerra pelas bandas de seu país e com isso, o exército passava pelas cidades

em busca de jovens fortes e saudáveis para servir na guerra, ao chegar nas redondezas desse Moço, que não era mais tão jovem,

todos os meninos de 15 para cima foram levados, menos seu filho que havia ficado manco por ter quebrado a perna.

O Vizinho chegou e disse: – Que sorte, graças a perna manca de seu filho, ele não foi para a guerra.

Respondeu o homem: – Se é azar ou sorte eu não sei, só sei que assim quis o Senhor.

Bem, na verdade, essa história não tem fim. O que tiramos daqui é que, nunca, em momento algum devemos reclamar

das nossas condições, pois não sabemos se é azar ou sorte, mas temos certeza que tudo debaixo da terra há um propósito

de Deus. Ele cuida de nós, e não possuímos sabedoria o suficiente para compreender as maneiras de Deus de agir na nossa vida. Temos que ser pacientes e prudentes como o homem herdeiro e confiar no Senhor para todas as coisas de nossas vidas sempre com um firme pensamento, subindo ou descendo, o Senhor está contigo.

(Adaptado de um autor desconhecido)

Anúncios

QUAL É A VERDADE ABSOLUTA?

As pessoas andam tão agitadas, que dizem não ter tempo pra nada, quando esse tempo aparece, dedicam a si próprio ou a família. Mas nessa vida, existe algo de importância primordial, que é conhecer a verdade do o porquê estarmos aqui.

Você pode ser daqueles que acham que quem defende a bíblia é prepotente em definir ser a única verdade, mesmo sem nunca ter a lido. Pode achar também que o crente é chato, pode achar que muitos são crentes só da boca pra fora e isso faz com que você não queira algo assim. Mas vamos analisar o ponto da única verdade. Analisando pelo olhar de fora, não me fazendo por eu aqui, mas sim, por uma pessoa imparcial.

Há uma verdade absoluta! Alguém ou algum livro diz a verdade, mas, o que você tem feito pra descobrir qual é? Vai esperar a morte chegar?
Se não der tempo mais? Com as coisas materiais, não nos arriscamos em perder, mas andamos precavidos porque não com a vida que é mais importante? Antes de dormir verificamos se as portas estão fechadas, antes de sair também. As mães sempre verificam como estão os filhos, os pais sempre calculando as contas. Quando saem pra comprar algo, verificam o quanto podem gastar. Se com essas coisas, somos tão precavidos, porque então, com o que mais importa pra nós, a nossa vida, não nos preocupamos assim? Presenciamos muito por aí as pessoas tão preocupadas com seus afazeres e não conseguem tempo pra descobrir a verdade.

Agora, falo na minha crença. Eu creio em Jesus, vivo pra Ele, ao menos tento ao máximo, segundo o que a sabedoria que possuo hoje e o amor por Ele me permitem, assim como amanhã o amarei mais de acordo com o progresso da minha fé que aumenta gradativamente conforme busco conhecer a Deus. Se a verdade que creio, for a verdade absoluta? Vai deixar sua vida ir pro inferno? Se uma das outras verdades forem a absoluta, você vai querer ficar com sua alma vagando sem rumo? Vai querer ficar no mundo dos mortos sendo torturado?

Isso é algo a se refletir. Eu creio que devemos buscar a verdade, não estou dizendo para que você busque a que creio, mas sim busque a verdade, porque o Deus que creio, sonda todos os corações e aquele que busca, encontrará, aquele que bate a porta, ela será aberta e com certeza , se você buscar, com toda misericórdia Ele te guiará para o caminho certo, porque a vontade de Deus é a que todos sejam salvos, portanto, busque! Sua vida está passando.

Que o amor de Jesus alcance os corações aflitos, cansados, sobrecarregados, desiludidos, frustrados, amargurados, magoados, irados e possa trazer você que ler aqui, para a boa, perfeita e agradável vontade de Deus, que é a que todos sejam salvos.

R. Dias

O AMAR SEM ACEPÇÃO DE PESSOAS

LEIA O QUE ESTE PASTOR FEZ:O pastor Jeremias Steepek (foto) se disfarçou de mendigo e foi a igreja de 10 mil membros onde ia ser apresentado como pastor principal pela manhã. Caminhou ao redor da igreja por 30 minutos enquanto ela se enchia de pessoas para o culto. Somente 3 de cada 7 das 10.000 pessoas diziam "oi" para ele. Para algumas pessoas, ele pediu moedas para comprar comida. Ninguém na Igreja lhe deu algo. Entrou no templo e tentou sentar-se na parte da frente, mas os diáconos o pediram que ele se sentasse na parte de trás da igreja. Ele cumprimentava as pessoas que o devolviam olhares sujos e de julgamento ao olhá-lo de cima à baixo.Enquanto estava sentado na parte de trás da igreja, escutou os anuncios do culto e logo em seguida a liderança subiu ao altar e anunciaram que se sentiam emocionados em apresentar o novo pastor da congreação: "Gostariamos de apresentar à vocês o Pastor Jeremias Steepek". As pessoas olharam ao redor aplaudindo com alegria e ansiedade. Foi quando o homem sem lar, o mendigo que se sentava nos últimos bancos, se colocou em pé e começou a caminhar pelo corredor. Os aplausos pararam. E todos o olhavam. Ele se aproximou do altar e pegou o microfone. Conteve-se por um momento e falou:“Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que foi preparado para vocês desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’. “Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar?’ “O Rei responderá: ‘Digo a verdade: O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’."Depois de haver recitado o texto de Mateus 25:34-40, olhou a congregação e lhes contou tudo que havia experimentado aquela manhã. Muitos começaram a chorar, muitas cabeças se inclinaram pela vergonha. O pastor disse então: "Hoje vejo uma reunião de pessoas, não a Igreja de Jesus Cristo. O mundo tem pessoas suficientes, mas não suficientes discípulos. Quando vocês se tornarão discípulos?". Logo depois, encerrou o culto e despediu-se: "Até semana que vem"! Ser cristão é mais que algo que você defende. É algo que vive e compartilha com outras pessoas.

Achei na net, esse texto muito interessante de como nós temos sido cristãos ao dia de hoje. Não sei, se essa é de fato uma história ou uma estória, mas não importa, o que realmente vale aqui, é a aula que temos se realmente temos sido como o Nosso Senhor nos mostrou como teríamos que ser.

O pastor Jeremias Steepek (foto) se disfarçou de mendigo e foi a igreja de 10 mil membros onde ia ser apresentado como pastor principal pela manhã. Caminhou ao redor da igreja por 30 minutos enquanto ela se enchia de pessoas para o culto. Somente 3 de cada 7 das 10.000 pessoas diziam “oi” para ele. Para algumas pessoas, ele pediu moedas para comprar comida. Ninguém na Igreja lhe deu algo. Entrou no templo e tentou sentar-se na parte da frente, mas os diáconos o pediram que ele se sentasse na parte de trás da igreja. Ele cumprimentava as pessoas que o devolviam olhares sujos e de julgamento ao olhá-lo de cima à baixo.

Enquanto estava sentado na parte de trás da igreja, escutou os anuncios do culto e logo em seguida a liderança subiu ao altar e anunciaram que se sentiam emocionados em apresentar o novo pastor da congreação: “Gostariamos de apresentar à vocês o Pastor Jeremias Steepek”. As pessoas olharam ao redor aplaudindo com alegria e ansiedade. Foi quando o homem sem lar, o mendigo que se sentava nos últimos bancos, se colocou em pé e começou a caminhar pelo corredor. Os aplausos pararam. E todos o olhavam. Ele se aproximou do altar e pegou o microfone. Conteve-se por um momento e falou:
“Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que foi preparado para vocês desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’. “Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar?’ “O Rei responderá: ‘Digo a verdade: O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’.”

Depois de haver recitado o texto de Mateus 25:34-40, olhou a congregação e lhes contou tudo que havia experimentado aquela manhã. Muitos começaram a chorar, muitas cabeças se inclinaram pela vergonha. O pastor disse então: “Hoje vejo uma reunião de pessoas, não a Igreja de Jesus Cristo. O mundo tem pessoas suficientes, mas não suficientes discípulos. Quando vocês se tornarão discípulos?”. Logo depois, encerrou o culto e despediu-se: “Até semana que vem”! Ser cristão é mais que algo que você defende. É algo que vive e compartilha com outras pessoas.

 

Nota: Texto de autor desconhecido. 

VOCÊ CONFIA EM DEUS?

Havia um alpinista. Ele era um dos melhores no seu esporte, ganhava muitos prêmios de escalada e era muito confiante em tudo que fazia, pois sempre ganhava e alcançava os seus objetivos. Um belo dia, ele resolveu escalar uma montanha, mas dessa vez, sozinho, recusou uma equipe com ele, pois estava cheio de si e considerava que não precisava de ninguém pra subir aquela montanha. Ele pensava que em um dia subiria e desceria tranquilo.

No dia seguinte, ele começou a subida, super confiante e com habilidade. Em um momento da escalada, a subida começou a ficar mais ingrime, o seja, mais vertical. Com isso a dificuldade aumentava e ele não contava com isso, pois naquela hora, percebeu que teria que subir mais devagar devido a inclinação da subida. Como ele diminuiu o ritmo, estava chegando a noite e com isso o frio iria aumentar drasticamente. Como ele achava que poderia subir e descer antes de anoitecer, não levou equipamento para acampar e começou a temer em seu coração o frio da madrugada.

Foi aí que ele começou a apressar a subida e quando chegava próximo ao cume, ele errou o apoio e caiu…caia e nesse momento, passava na mente dele um flash de sua vida, das coisas que viveu…até que de repente, a corda o suspende e ele fica pendurado pela corda! Na escuridão da noite, sem saber aonde estava naquela altura, sobre onde a corda o segurava, clamou a Deus!

– Deus, me socorre!!!

Deus falou com Ele: Você, crê em mim?

Ele disse: Creio sim, me socorre!

Deus disse: Você, confia em mim?

Ele disse: Confio, me salva por favor!

Deus disse: Corte a corda!

O Homem ficou aflito em seu coração e se agarrou
na corda.

No dia seguinte uma equipe de resgate chegou no local devido a demora dele em retornar para a base. No Relatória da equipe, constava que encontraram um homem morto congelado agarrado a uma corda a 2 metros do chão.
Aquele homem, era um homem orgulhoso, de coração duro que não tinha em seu hábito, perdoar, ser zeloso e de compaixão e essas coisas, geram incredulidade e falta de gratidão a Deus. O exemplo, é que ele se agarrou no que ele sempre se agarrou na vida, no seu egoísmo, se agarrou à indiferença, e a corda representava essas coisas na vida dele. Ele Podia ter subido com uma equipe, mas queria a glória de subir toda pra ele; poderia ter subido com equipamentos, mas se achava bom demais para acampar lá em cima.

Confia em Deus, porque hoje nos homens falta isso, mas falta porque o ser humano está indiferente um com o outro, está sem amor, sem compaixão, está egoísta e só pensando em si próprio, mas Jesus quer nos convidar a desafiar isso em nós, quer nos fazer mudar e
deixar o que só Deus pode fazer; operar em nosso peito tirando o coração de pedra, e colocar o coração de filho, filho de Deus.

O Senhor deixa essas passagens para refletir:

Quem odeia seu irmão é assassino, e vocês sabem que nenhum assassino tem vida eterna em si mesmo.
1 João 3:15

Filhinhos, não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade.
1 João 3:18

Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.
1 João 4:8

Rob

EVANGELIZAR, É NOSSA OBRIGAÇÃO. MAS COM RESPONSABILIDADE!

“Muitos dizem, o importante é pregar o evangelho, não importa de que forma ele foi dado, contanto que seja pregado”. Sim, o importante é que ele seja pregado; mas não de qualquer forma. As pessoas hoje em dia, estão firmando em suas cabecinhas “preguiçosas no pensar” que o evangelho deve ser pregado de qualquer maneira só porque Paulo disse isso. Porém, ele se referiu às pessoas que faziam para aparecer. Quanto a elas, ele não tinha como adverti-las. Por isso que ele disse que “o que importa é que o evangelho seja pregado”. Mas nós cristãos, devemos pregar da forma que esse mesmo Paulo disse: “me torno fraco, para levar o evangelho aos fracos, me torno forte, para pregar aos fortes, me torno pobre para pregar aos pobres” (o sentido é que, ele se adapta às necessidades de cada um, pois nem todos compreendem uma forma culta se não tem cultura, educação e etc.)

Mas será que pregar de qualquer jeito ele está realmente sendo pregado?
Ou será que estão cuspindo o evangelho só para “todo ouvido ouvir” aos quatro cantos da terra e Jesus voltar? E que queime quem não aceitou?

É aí que entra o Sal da Terra e a Luz do Mundo.
Porque se não fomos a luz do mundo, como as pessoas irão enxergar a verdade, se não tem luz? E se não fomos  o sal da terra, como as pessoas vão discernir o sabor de servir a Jesus?

O Nosso comportamento deve ser analisado. Não digo que devemos agir perfeitamente, pois sabemos que isso é impossível. Deus também sabe, tanto que Ele não quer nossa perfeição, ele quer que não sejamos acomodados em nossa condição e sejamos buscadores dos frutos do espírito Santo.

“Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.
Gálatas 5:22-23″

Deus sabe que não podemos ser 100% isso, mas podemos praticar, e a pratica gera o costume, com isso, o que no início é um fardo, no meio, se torna prazer, satisfação e alegria em servir a Jesus com esses frutos que Ele deseja a todos nós. Muitos não entenderão isso a tempo, por causa da dureza de seus corações, mas os corações duros não são de pedra, poderemos entrar neles. Mas devemos fazer isso em nosso comportamento. Porque o falar, de nada adianta se o comportamento não for exemplar.

 

Não levaremos um evangelho com doutrinas criadas por mentes humanas, mas por uma doutrina de salvação, que foi nos dada, não por homens, mas pelo Espirito que habita em nós. O mesmo espirito que nos ensina, para pregarmos o evangelho com coragem e alegria. Pregar o evangelho é missão nossa, convencer as pessoas, é missão do Espirito Santo. Portanto, preguemos o evangelho, com responsabilidade, entendendo que há tempo pra tudo, com paciência, respeitando o espaço de cada um, como um dia tiveram com você, quando ainda tinha o coração duro para a salvação.


Estamos crescendo, aprendendo a cada dia. O que não podemos é rejeitar o ensinamento e a sabedoria, mas sim aceitá-lo com humildade, pois isso é consequência do Temor de Deus, que nos dá de graça, sem cobrar nada.

Na paz daquele que nos Amou tanto que morreu para nos salvar e ressuscitou para nos garantir a paz, vida, alegria e o amor eterno.

Rob Dias.