OS DOIS CAMINHOS

Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;
E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.

Mateus 7:13-14

O versículo acima, trata de dois caminhos que por consequência levam a duas portas distintas. Essas portas
correspondem à porta da perdição, que é larga, pois muitos entram por ela, a outra é a porta estreita, que poucas entram, porém, essa leva à salvação, vida eterna com Deus.

Esses pontos são muito comparados às escolhas das pessoas em serem do mundo ou da igreja. Só que, nesse post, não é bem esse ponto que quero entrar, na verdade, quero entrar no ponto das escolhas das pessoas, porém enfatizado ao que essas portas oferecem e deixar para que vocês vejam que uma porta larga, nem sempre é bem clara como parece.

A PORTA LARGA

Essa porta lógicamente é a mais fácil, por isso é chamada de larga, pois se passa com folga, sem sofrer apertos. Mas as coisas que correspondem na vida, a palavra “larga”, “folga” são as coisas que os homens buscam.

Essa porta, vem destacada para que as pessoas a vejam. Costuma chamar atenção com seus cartazes, enúnciados, outdoor’s prometendo paz, alegria, “pare de sofrer”, ou seja, tudo que qualquer um deseja, não é?

Só que, essas coisas são oferecidas e ensinadas como se você merecesse ser feliz, como se sofrer, fosse só para quem é mau, quem “mata, rouba” e que passar por dificuldades e sofrer não é de Deus! Por acaso alguém já reergueu diante de alegria? Alguém se superou sem dasafios? Todos queremos uma redenção, só que o perigo é onde procuramos essa redenção. É aí que a porta larga escancara na sua frente, lhe chamando para “parar de sofrer”. Lá, você entra, recebe pelos ouvidos, muitas promessas distorcidas e fora de contexto, para ludibriá-lo e fazê-lo acreditar que você pode receber o que quer se der algo em troca. Ou seja, Deus quer você feliz, não sofra! Sofrer é pra pecador!

Só que todas essas ofertas, são heresias, são falsas e você seguindo por esse caminho, irá cegamente entrar pela porta larga, que logo chegará em um grande abismo! Nessa vida, você pode até gostar do que ela oferece, mas ela é curta e não durará para sempre. São essas verdades, que essas falsas promessas nos levam a esquecer, fazendo que transformemos essas coisas, os bens que recebemos, em nosso Deus. É isso que o diabo quer! Tomar o lugar de Deus na sua vida, seja com o que for!
Pergunte a si mesmo: “Onde está o seu coração?”

A PORTA ESTREITA

Eis a porta da salvação, a que não tem mentiras, que oferece a verdade, que não te ilude, mas te fala aquilo que você precisa para ser salvo. A escolha é sua! Dói, mas a dor molda, forma caráter, assim como o ouro passa pelo fogo para ser separado dos outros metais, assim você precisa passar pelo fogo para ser lavado da sujeira.

São por esses pontos que muitas a deixam de seguir por ela, pois vivemos em um mundo que pouco se importa com a verdade (a maior prova disso é que continuamos a colocar governantes hipócritas no poswe e não fazemos nada para mudar isso). A porta estreita ensina que para ganhar a coroa da vida, é preciso negar a si mesmo! É preciso amar o seu próximo como a si mesmo, é preciso amar também o seu inimigo, pois amar os que te amam, até os maus fazem. Até os maus amam seus filhos! Essa porta, ainda ensina que devemos dar a nossa vida pelo próximo, pois quem tentar salvar a sua vida, a perderá, mas o que perder a sua vida pelo evangelho, a ganhará!

Com essas poucas palavras, pode-se ver que não existe nada de evangelho nessas igrejas que oferecem promessas como se elas fossem o próprio Deus abençoando um bando de gente que não tem comprometimento nenhum com Ele. Ou seja, um Deus irresponsável, mimando seus filhos sem se importar que estaria criando monstros a caminho da perdição. Só que Não! Abram os olhos, para não serem enganados. Usem a mente que Deus lhe deu!

*** ***

Deus nos ama, por isso Ele deu o seu Filho! Filho amado!

Ele poderia dar um anjo, um querubim…mas não, Ele amou o mundo de tal maneira, que escolheu dar o seu Filho unigênito para morrer no lugar de muitos, para que nenhum de nós fossemos pregados na cruz para sermos salvos. Ele fez por nós!

Imagina essa situação: Jesus morreu na cruz em nosso lugar, mas se Deus não enviasse seu filho e determinasse assim:

“Salvarei todo homem que for pregado na cruz e for torturado e derramar seu sangue por si mesmo”.

Quem se habilita? Quantos seriam salvos?

Por isso, deixo o versículo abaixo para reflexão:

pois o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou.
Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis;
porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e os seus corações insensatos se obscureceram.

Romanos 1:19-21

 

Rob.

 

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: